• Conheça nosso jeito de fazer contabilidade

    Trabalhamos com processos claros, definidos e automatizados, nos atualizando diariamente com a legislação fiscal, contábil, societária e de recursos humanos. Com experiência de 18 anos no mercado, oferecemos confiabilidade e segurança a nossos clientes. Oferecemos atendimento personalizado com sistemas em tempo real que facilita e dá agilidade aos processos e nos pedidos e recebimento dos serviços solicitados.
    Esse é nosso jeito de fazer contabilidade: claro, rápido, eficaz e eficiente!

    Orçamento para abertura de sua empresa Orçamento para assessoria mensal

Notícia

Contadores podem participar da consulta sobre normas contábeis para entidades desportivas até o dia 18/11

A classe contábil ainda tem tempo para contribuir com sugestões para a minuta da Orientação Técnica Geral (OTG) 2003.

A classe contábil ainda tem tempo para contribuir com sugestões para a minuta da Orientação Técnica Geral (OTG) 2003. O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) recebe, até o dia 18 de novembro, comentários por meio do eletrônico: ap.nbc@cfc.org.br. A OTG 2003 é um instrumento orientador para a contabilidade de entidades desportivas profissionais e não profissionais, como clubes de futebol, de basquete, de vôlei e de outros esportes, e está disponível no portal do Conselho.

A minuta dispõe sobre contratos de cessão onerosa de direitos de transmissão e de exibição de espetáculos desportivos, receita de bilheteria, de cessão definitiva de direitos profissionais e de ativos intangíveis de atletas. O documento atua como complemento da Norma Brasileira de Contabilidade Interpretação Técnica Geral (ITG) 2003 – Entidade Desportiva, visando esclarecer assuntos que têm ocasionado dúvidas na sua aplicação, sem substituí-la.

Para a elaboração da minuta, o CFC criou um Grupo de Estudos (GE) para revisar e buscar melhor compreensão da ITG 2003. Foram levados em consideração alguns aspectos, como os processos de convergência aos padrões contábeis internacionais; o aumento da demanda da sociedade por transparência; a importância das entidades desportivas para a sociedade e para o mercado brasileiro; a tendência de modernização na administração de clubes, em nível mundial, inclusive com entidades listadas em bolsa de valores, entre outros aspectos.